domingo, 27 de novembro de 2011


Sinto-me exausta, estou farta de tentar perceber o que não consigo e o que provavelmente não á nada para perceber, a verdade é que dizem que a esperança é a ultima a morrer, mas a minha… a minha parece que de certa forma não acaba mas sim que cresce, peço-te uma coisa, pode ser? Pára com isso, pára com os olhares, pára com as falsas réstias de esperança que um dia pode voltar a ser o que era, mas pára mesmo, eu não aguento mais, o meu pequeno músculo não aguenta mais e ele não quer ficar novamente partido em mais de mil e um bocadinhos para depois lentamente se voltarem a juntar a todo o custo. Quero mesmo parar de me magoar a mim mesma, sim porque alguma vez ficas-te magoado com o que passou? Pois, parece que nunca vou saber, se quero? Sim, não me importava de saber. Se ia mudar alguma coisa? Queres que seja sincera? Então olha respondo-te que não sei e não sei porque simplesmente cansei-me de pensar. Estes últimos dias tem sido cansativos, não apenas fisicamente, mas emocionalmente também, a minha cabeça não pára de pensar e o meu coração a crer mais e a não ter, é difícil sabes? E o pior de tudo é que dói e dói muito, a cabeça nunca sabe se interpreta bem ou mal a situações e o coração…  o coração apenas sobrevive sim, porque ele já não vive, não o quero entregar a ninguém para tomar conta dele, porque quem eu queria que tomasse conta dele provavelmente não quer e o que poderia acontecer era magoa-lo outra vez, era bem provável que isso acontece-se, sabes não gosto de sofrer, acho que ninguém gosta, mas eu já sofri, sofri e ninguém quis saber, ou seja, basicamente sofri em silencio por vezes parece que é o que faço melhor, mas… mas depois vem sempre o «mas» e o que era de nos sem esses «mas» eles aparecem sempre, ele e as «…» e as «,» e nós estamos em qual deles? Pois, também não sei. Apenas sei que gos… desculpa, mas já não tenho forças suficientes para acabar de escrever o sentimento que nutro ou nutria por ti, mais uma coisa que não sei. Basicamente, sei que nada sei.

13 comentários:

  1. ânimo, sei que é dificil mas os maus momentos não duram para sempre :x

    ResponderEliminar
  2. oh, obrigada princesa! mas nem sempre as coisas são assim tão faceis. preciso tanto de tempo, de espaço, de silencio. a minha vida anda uma confusão, acredita*

    ResponderEliminar
  3. enfim fofinha, mais tarde ou mais cedo acabará!

    ResponderEliminar
  4. Também fofinha. Esta semana tenho três testes e na última semana de aulas tenho um. Que desgraça!

    Boa sorte princesa! *

    ResponderEliminar
  5. vais ver que tudo isto é só uma fase e que daqui a uns tempos estarás bem. tenta comer algo doce, faz bem à alma e partilha com o teu coração, que bem precisa.
    muito obrigada querida!

    ResponderEliminar
  6. ainda bem querida. (:
    é bem verdade, infelizmente para nós. :c

    ResponderEliminar